domingo, 18 de junho de 2006

Nunca quis saber
Nunca quis acreditar
Que irias partir
Não podias cá ficar

Nunca quis escutar
E muito menos quis ouvir
O teu silencio que avisava
A intenção de não voltar

Podes crer
Bem que me disseram
Para nunca me dar
A uma pessoa ou a um lugar

Podes crer
Se um homem nunca chora
De que servem estes olhos
Se não podem mais te ver

Queria ver
Queria saber
O que fazias tu
Que estas aqui a observar

Estas a ver
Estas a perceber
Pode ser que um dia
A gente volte a se encontrar

Agora embora,
Agora sem demora
Deixa-me ficar aqui sozinho para pensar

Agora agora
Que a minha alma chora
Como diz alguém
Vou me perder pra me encontrar

*Uma "letra" que decido aqui partilhar... Qto a mim, simplesmente magnifica!
Não tem, acreditem, segundas intenções... :) Nao sao "males de amor" lol :)

3 comentários:

Anónimo disse...

Simplesmente lindo,
Meu mano stá mto sentimental ou mto magoado...
Ama, ama mto kem te mereça...

Bj Grande

Xanu disse...

Malde amores?? Bj

Bruno Plácido disse...

nã...nã...nã...

Esta é simplesmente uma GRANDE letra que quis partilhar...

Não tem, acreditem, quaisqueres segundas intençoes!! ;) bjs e abraços!!

Bruno Placido