segunda-feira, 19 de novembro de 2007

SIC


Nos meus cadernos da escola,
Na minha carteira, nas árvores,
Sobre a areia e sobre a neve,
Escrevo o teu nome.

Em todas as páginas lidas,
Em todas as páginas em branco,
Pedra, sangue, papel ou cinza,
Escrevo o teu nome.

Na selva e no deserto,
Nos ninhos e nas giestas,
Na memória da minha infância,
Escrevo o teu nome.

Em cada raio da aurora,
Sobre o mar e sobre os barcos,
Na montanha enlouquecida,
Escrevo o teu nome.

Na saúde recuperada,
No perigo desaparecido,
Na esperança sem lembranças,
Escrevo o teu nome.

E pelo poder de uma palavra,
A minha vida recomeça,
Eu renasci para reconhecer-te,
Para dizer o teu nome:

Liberdade.

2 comentários:

mariana disse...

Acho péssimo não teres a TSF nas tuas rádios favoritas!!!lol

beijinhos***
já descobriste o meu blog?**

Bruno Plácido disse...

Lol mesmo que quisesse, não podia ter aqui... Isto só aceita radio da Media Capital...

Não, guapa!! Ainda não descobri o teu blog!!!!!!!!!!!!!!!
Achas k ainda me lembro daquele estranho nome? Lolol

Jokas!!!