segunda-feira, 10 de novembro de 2008

eu nao sei falar de amor...

...e soubesse eu artifícios
de falar sem o dizer
não ia ser tão difícil
revelar-te o meu querer...

a timidez ata-me a pedras
e afunda-me no rio
quanto mais o amor medra
mais se afoga o desvario...

e retrai-se o atrevimento
a pequenas bolhas de ar

e o querer deste meu corpo
vai sempre parar ao mar

2 comentários:

X disse...

Nem de propósito comprei o CD dos Deolinda no fim de semana! Está cheio destas pérolas! Muito bom mesmo! Amo!

lighty disse...

E quem é que sabe falar de amor????
Poderá ser isto:

"Amar é encontrar na felicidade de outrem a própria felicidade"
Gottfried Leibnitz

e por aí em diante...

bjs